Quinta-feira, 28 de Julho de 2005

Um Verão escaldante ao som do reggaetón

Um Verão escaldante ao som do reggaetón


Catarina Ferreira


"Um estranho fenómeno tem assolado Portugal de norte a sul, e um melódico refrão que diz "Dame más gasolina..." soa nas rádios, nos centros comerciais e nas discotecas. Para os mais distraídos, o tema "Gasolina", de Daddy Yankee, poderá parecer algum protesto contra o aumento dos combustíveis , mas desengane-se, pois trata-se do refrão do hino de um novo género musical, chamado reggaetón, que já vendeu um milhão de discos em todo o Mundo.


O género nasceu no Panamá e em Porto Rico onde a mistura do rap e do reggae em castelhano se tornaram moda. Quanto à palavra "reggaetón", nasce da junção de dois termos, "reggae" e "maratón" , que são concursos de rimas típicas do rap. A temática das canções, assim como no hip hop, gira sempre em torno do sexo, do racismo, das drogas e do crime. O que diferencia os dois géneros são os termos utilizados, muito deles uma mistura entre o castelhano e o inglês, próprios do reggaetón.


Outra das polémicas que ajudou o estilo a crescer foram as coreografias criadas especificamente para o estilo, o "perreo" (alusivo à posição sexual canina). O rapaz coloca-se atrás da rapariga e roçam-se exaustivamente ao som da música. As estrelas que figuram no género Daddy Yankee, Héctor el Bambino, Don Omar , Nicky Jam, Los Mendoza e Pitbull ostentam jóias enormes, cabelos curtos ou com rastas e rodeiam-se de raparigas de curvas bem generosas, bem ao estilo de Shakira ou Jennifer Lopez que balanceiam provocativamente os seus traseiros.


Em vários países da América Latina, a igreja e responsáveis governamentais insurgiram-se contra o teor sexual explícito das letras. Dos famosos do género mais criticado e que já deu origem a vários sites anti-reggaetón foi Don Omar, que antes de ser cantor chegou a ser pastor da Igreja da Salvação em Porto Rico.


Agora canta letras como o êxito "Dale Don Dale" : "Então, querida, tu queres mais duro/ Dá-lhe Don, mas dá-lhe duro/ Tu queres querida que te encoste ao muro/ Dá-lhe Don, mas dá-lhe duro/ Por que o teu namorado é um burro".


Na Républica Dominicana, houve concertos que chegaram a ser proibidos por causa do "perreo" alegando que isso são coisas para os cães e não para os humanos. Mas como diz o adágio, "o fruto proibido é o mais apetecido"."


Fonte: Artigo publicado Jornal Noticias 28.07.2005

publicado por White Lion às 16:18
link do post | comentar | favorito

pesquisar

 

Fevereiro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

Danças Recentes

Festival de Inverno 2006

Feliz Ano Novo 2006

Feliz Ano Novo 2006

Feliz Natal 2005

MASTERS DANSE LE MANS 200...

Classificações I Taça de ...

Parabéns pelo 1º Aniversá...

Slavik e Elena Dançam Jun...

PRÓXIMO CAMPEONATO: 1ª Ta...

Classificações do VI Fest...

Danças Antigas

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

blogs SAPO

subscrever feeds